Links de Acesso

Delegado do MDM em Manica assassinado

  • André Baptista

Daviz Simango, presidente do MDM ainda não se pronunciou

Dois homens atiraram contra Mateus Chiranga e levaram o corpo dele.

Um grupo de desconhecidos atirou mortalmente contra o delegado distrital do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) em Tambara, na provincia de Manica, centro de Moçambique, e levou consigo o corpo da vitima, que continua desparecido, informou o partido nesta sexta-feira, 20.

Um espião, de moto, monitorava os movimentos de Mateus Chiranga, na sua residência em Nhacafula, a sede distrital de Tambara, até que dois homens armados entraram no quintal da casa dele, tendo-o abordado e enquanto este resistia ao convite de os acompanhar atiraram mortalmente, disse à VOA Inácio Maicolo, delegado provincial do terceiro partido com assento parlamentar.

“Presume-se que morreu ai, porque no local havia grande mancha de sangue, e nem as chuvas que caem no local conseguiram apagar. Presume-se que os atiradores levaram o corpo, que está desaparecido” sublinhou Inácio Maicolo, que relaciona o incidente com a onda de perseguição polática a partidos da oposição.

“Houve uma situação de muita frieza nas autoridades locais”, disse Luis Maicolo, quando os familiares da vítima tentavam procurar informação e socorro das autoridades, assegurando que o partido reportou o incidente a vários niveis.

Entretanto, Elsidia Filipe, porta-voz da Polícia de Manica, disse ainda ser prematuro concluir sobre o assassinato do delegado do MDM em Tambara, estando a decorrer um trabalho investigativo para exclarecer o seu desaparecimento.

Uma fonte do MDM revelou que a Polícia enviou nesta sexta-feira, 20, um reforço da força que está a fazer o trabalho de buscas pelo corpo, após um encontro entre os deputados do partido e o comandante provincial local.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG