Links de Acesso

Dívidas Ocultas: Em prantos, réu Sérgio Namburete pede perdão pelo envolvimento no calote


Sérgio Namburete

Namburete manifestou a vontade de devolver o dinheiro

No décimo primeiro dia de audições aos réus, a sexta secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo ouve Sérgio Namburete, indiciado de ter beneficiado de 127 mil Euros do valor do calote.

Dívidas Ocultas: Em prantos, réu Sérgio Namburete pede perdão pelo envolvimento no calote
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:06 0:00

Segundo consta da acusação do Ministério Público (MP), Namburete, que é amigo de Inês Moiane, antiga secretária particular do antigo Presidente da República, Armando Guebuza, participou, como intermediário na venda de um terreno, tendo para o efeito, criado uma empresa que serviu de veículo para o negócio.

Nas suas primeiras palavras, Namburete, de 61 anos de idade, colocou-se em prantos e pediu desculpas.

“Peço desculpas pelo mal que causei com o envolvimento neste caso” disse, numa declaração dirigida ao Juiz, ao Tribunal e à família.

O arguido, que resumiu o trabalho feito para receber o valor, em apenas abrir uma empresa e emitir duas facturas pelas quais recebeu um total de 750 mil Euros para aquisição de um terreno, na zona nobre da cidade de Maputo, manifestou a vontade de devolver o dinheiro que beneficiou.

Numa declaração emotiva, Namburete, que responde em liberdade condicional, disse que esteve mais de um ano detido, o que lhe privou de estar presente nos últimos meses de gravidez da esposa e do nascimento do seu filho.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG