Links de Acesso

Cristãos celebram a Páscoa em circunstâncias incomuns novamente este ano


Papa Francisco, Basílica de São Pedro, no Vaticano (Remo Casilli/Pool photo via AP)

Milhões de cristãos em todo o mundo celebram o Domingo de Páscoa em circunstâncias incomuns novamente este ano, devido à pandemia do coronavírus, mas, nalguns países, há menos restrições do que em 2020.

Nos Estados Unidos, onde mais de 100 milhões de pessoas receberam, pelo menos, uma dose da vacina, as igrejas em alguns estados estão abertas para os cultos de Páscoa.

A meio mundo de distância, os australianos comemoraram o Domingo de Páscoa em ambiente relativamente sem restrições, já que o país não relatou novos casos de coronavírus adquiridos localmente. A transmissão comunitária de COVID-19 foi amplamente eliminada no país, de acordo com autoridades de saúde.

Vaticano sem baptismo de adultos

Na Itália, porém, foi observado um rígido bloqueio na Páscoa, já que todo o país é considerado uma zona de alto risco.

Num serviço reduzido, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, no sábado, o Papa Francisco exortou os fiéis a não perderem a esperança durante os "meses sombrios" da pandemia.

Devido aos requisitos de distanciamento social, apenas cerca de 200 pessoas usando máscaras compareceram ao serviço, que marca o período entre a crucificação de Cristo e sua ressurreição no domingo de Páscoa.

O Vaticano eliminou o tradicional sacramento do baptismo para alguns adultos para diminuir o risco de contágio.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG