Links de Acesso

Criminalistas dizem que Lula da Silva pode ser preso em semanas


Lula da Silva

Ministros do Tribunal Superior Eleitoral dizem que candidatura do antigo Presidente pode ser cassada

A prisão do antigo Presidente brasileiro Lula da Silva pode ser decretada antes mesmo de recursos em tribunais superiores, como o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal.

De acordo com a análise de criminalistas, logo após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região analisar os embargos declaratórios da defesa do ex-presidente, o mandado de prisão pode ser expedido.

Não há uma previsão de quando isso deve acontecer, mas, no entendimento do criminalista e membro do Instituto de Ciências Penais, Michel Reis, a depender dos prazos que têm sido adoptados pelo tribunal, a decisão não deve demorar.

“O facto de a decisão ter sido unânime diminui bastante a chance de recursos. O que ainda existe no âmbito do Tribunal Regional Federal é o único recurso bem mais simples chamado embargos de declaração que serve apenas para esclarecer alguns pontos da decisão. É muito raro a gente ver modificações da decisão quando ocorre esse recurso de embargo de declaração. Apesar de ser possível esse recurso a chance de modificação da decisão é muito pequena”, disse Reis.

O especialista ressalta que o cumprimento da pena do antigo Presidente deverá ser iniciada em pouco tempo, em algumas semanas.

“Meu entendimento é que tem que acabar todos os recursos nesse tribunal para que haja o início do cumprimento de pena. Temos que aguardar o julgamento desse recurso e se não for aceito já viabilizará o cumprimento da pena. É um recurso muito mais simples e muito mais rápido do que apelação. Acredito que em pouco tempo, talvez algumas semanas apenas, já haja esse julgamento”, ressaltou, reiterando que mesmo que a defesa do ex-governante brasileiro recorra a outras instâncias cabe sim o início do cumprimento de pena em pouco tempo.

Candidatura

Entretanto, alguns ministros do Tribunal Superior Eleitoral, que vão analisar a candidatura anunciada mas não oficializada de Lula da Silva à Presidência da República, consideram inevitável a cassação do provável registo do antigo Presidente.

Dois ministros disseram ao repórter Nilson Klava, da GloboNews, que a Lei da Ficha Limpa deixa claro que um candidato condenado por um colegiado por crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro fica automaticamente inelegível.

“É um prato que já está feito. Praticamente, vamos nos reunir apenas para uma formalização do que já deixa claro a Lei da Ficha Limpa”, resume um dos ministros.

Com a manutenção unânime da condenação, a expectativa é de que os ministros do TSE oficializem o impedimento de Lula na primeira semana de Setembro.

Isso porque a possibilidade de recurso no TRF-4 se resume aos chamados embargos de declaração, tipo de recurso que não é capaz de reverter a condenação.

Com isso, os ministros do TSE acreditam que o julgamento deste e de prováveis outros recursos no STJ e STF deve acontecer antes de 15 de Agosto, último dia para o registo de candidaturas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG