Links de Acesso

Criminalidade violenta aumenta em Lubango


Cidadãos narram terror e autoridades angolanas reconhecem aumento dos crimes

Na província angolana da Huíla, a prática de crimes violentos, com violações sexuais e homicídios à cabeça, começa a ganhar proporções preocupantes.

Aumenta crime violento na Huíla - 1:42
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:40 0:00

O roubo de viaturas e os assaltos à mão armada com preferência para as bombas de abastecimento de combustíveis são igualmente cada vez frequentes na cidade do Lubango.

Números oficiais do Serviço de Investigação Criminal, (SIC) da Huíla, apontam para o registo de 84 crimes ocorridos de Janeiro a Outubro.

Rosa Quintas é uma das vítimas de assalto à mão armada a uma de cinco bombas de combustível apenas durante o mês de Novembro.

«Eu só vi a arma e quando me apontaram exigindo o dinheiro peguei e entregue. Foram 545 mil kwanzas”, conta Quintas, enquanto Joel António afirma ter conhecido o terror dos meliantes ante fortes ameaças.

“Um deles afastou-se indicou pelo vidro e disse: Estás muito renitente achas que a bala aí não passa?”, conta António.

O porta-voz do SIC Huíla, Sebastião Vica, diz que o órgão está empenhado no combate a criminalidade.

«O SIC tem uma estratégia de contenção da criminalidade. Preocupa-nos de facto os município do Lubango, Matala, Caconda, Chibia e Humpata etemos estado a registar nos últimos tempos alguns crimes violentos que têm sido esclarecidos, casos de violações, homicídios e alguns roubos com recurso a armas de fogo”, reitera Vica.

Os números da criminalidade na Huíla são revelados numa altura em que decorre em todo o país a chamada “ Operação Resgate”, que visa igualmente a reposição da ordem pública.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG