Links de Acesso

Covid-19: Um milhão de infetados em oito dias e pandemia continua a acelerar, alerta OMS


Vista aérea do cemitério da Vila Formosa em Sao Paulo, Brasil, 21 de junho, 2020

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou nesta segunda-feira, 22, que o mundo registou ontem o maior número de casos da Covid-19 num único dia, 183 mil, tendo o Brasil liderado este aumento, com mais de 54 mil infectados.

Tedros Adhanom Ghebreyesus destacou que a pandemia "continua a acelerar" no mundo, com um milhão de casos registados em apenas oito dias.

"Sabemos que a pandemia é muito mais que uma crise de saúde, é uma crise económica, social e, em muitos países, política. Seus efeitos serão sentidos durante décadas", afirmou o diretor-geral numa conferência virtual organizada em Dubai.

A advertência de Tedros Adhanom Ghebreyesus é feita no momento em que vários países entram numa uma fase de flexibilização do confinamento para reativar as suas economias.

Foram necessários mais de três meses para alcançar o primeiro milhão de casos registrados, mas agora "numa única semana um milhão de pessoas foram contagiadas em apenas oito dias”, segundo Ghebreyesus.

O diretor-geral da OMS também pediu aos governos que se preparem para futuras pandemias que podem acontecer "em qualquer país, a qualquer momento e matar milhões de pessoas porque não estamos preparados".

Até ao momento, a pandemia do novo coronavírus matou 468.724 pessoas em todo o mundo, segundo dados da universidade americana John´s Hopkins.

Os países mais afetados são Estados Unidos (119.977 mortos), Brasil (50.951), Reino Unido (42.717), Itália (34.634) e França (29.643).

O Brasil tem mais de um milhão de casos de Covid-19 e as Américas são o atual epicentro da pandemia, com 20 mil mortos no México, mais de 8 mil no Peru e mais de mil na Argentina.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG