Links de Acesso

COVID-19: Número global de infecções está perto dos 10 milhões


Área de testagem do Centro Médico United Memorial, em Houston, Texas. 24 de junho, 2020

O número global de infecções por coronavírus está a subir constantemente e já está perto da marca de 10 milhões.

A Universidade Johns Hopkins informou no sábado que existem mais de 9,8 milhões de casos.

Os EUA continuam a liderar o mundo no número de infecções, com mais de 2,4 milhões. O Brasil segue com um milhão e duzentos mil casos. A Rússia vem em terceiro, com mais de 600 mil casos.

Os EUA também lideram o mundo em mortes por coronavírus com 125.039, seguidos pelo Brasil, com quase 56 mil, e Reino Unido, com mais de 43 mil.

Em outros lugares, a Indonésia registou o seu maior aumento diário de infecções por coronavírus no sábado, com 1.385 novos casos, elevando o total para 52.812, informou uma autoridade do Ministério da Saúde.

Achmad Yurianto também disse que houve mais 37 mortes relacionadas ao coronavírus, aumentando o número de mortes para 2.720.

Nove passageiros de um voo da Indonésia deram positivo para o coronavírus depois que o avião pousou no Camboja, disseram autoridades locais. Um passageiro era indonésio e oito eram cambojanos.

O estado australiano de Victoria registou 41 novos casos de COVID-19 neste sábado 27, marcando 11 dias consecutivos de infecções de dois dígitos. A Austrália disse que continuaria a reabrir a sua economia, apesar do aumento de infecções em Victoria.

Seis novos casos foram registrados no sábado em Nova Gales do Sul.

O Times of India informou no sábado que o país registou 18.552 novos casos de COVID-19 desde sexta-feira, superando o recorde de sexta-feira de 17.296.

Medidas anti-Covid

Viajantes dos EUA, da Rússia e de vários outros países que não reduziram as suas infecções por COVID-19 provavelmente não serão permitidos em países da União Europeia quando o bloco reabrir a 1 de julho.

Um juiz federal dos EUA ordenou que o governo do Presidente Donald Trump libertasse crianças detidas por mais de 20 dias e os seus pais de três centros de detenção familiar no Texas e na Pensilvânia por causa da pandemia de coronavírus.

A juíza distrital Dolly Gee's escreveu que os centros "estão 'a pegar fogo'" e não há mais tempo para meias medidas".

Na sexta-feira, os EUA estabeleceram outro recorde diário para novos casos de coronavírus, ultrapassando 40 mil pela primeira vez.

A onda de casos levou a Flórida e o Texas a anunciar que estão a fechar os bares e a impor novas restrições para tentar impedir a propagação do vírus.

A task force do coronavírus da Casa Branca realizou o seu primeiro briefing público em quase dois meses na sexta-feira; Trump não compareceu.

A Organização Mundial de Saúde disse sexta-feira que precisa de mais de 30 biliões de dólares no próximo ano para desenvolver e produzir testes COVID-19, vacinas e outros tratamentos.

Uma coligação liderada pela OMS, focada em conter a disseminação do coronavírus, espera usar os recursos para acelerar os esforços para ajudar os países de baixa e média renda até meados do próximo ano.

Um estado de emergência por coronavírus na Tailândia, que os críticos afirmam ter sido usado para suprimir divergências políticas, pode ser estendido na próxima semana. O estado de emergência capacita o governo a censurar a media, dispersar reuniões e implementar recolher obrigatório.

Portugal disse que estar a restabelecer as medidas de bloqueio para cerca de 700 mil pessoas que vivem em Lisboa após um aumento nos casos.

Banhistas na praia de Bournemouth, sul da Inglaterra, 25 junho, 2020.
Banhistas na praia de Bournemouth, sul da Inglaterra, 25 junho, 2020.

No Reino Unido, o secretário de saúde Matt Hancock ameaçou fechar as praias do país se os casos de coronavírus aumentarem após uma onda de calor levar as pessoas a irem para a costa.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG