Links de Acesso

Corrupção tende a aumentar em Moçambique


Barcos da EMATUM, empresa envolvida num dos maiores casos de corrupção em Moçambique.

A Procuradoria-Geral da República (PGR), acusou 340 casos de corrupção, nos primeiros seis meses de 2020, mais de metade dos processos de todo o ano passado, traduzindo a tendência crescente deste fenómeno no país.

Corrupção tende a aumentar em Moçambique
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:26 0:00

O porta-voz do Gabinete Central de Combate à Corrupção, Cristóvão Mondlane, admite que este crescimento é real e coloca desafios à Procuradoria-Geral da República, que em 2015 acusou 437 processos.

Ele avançou que em 2016, "subimos para 493, em 2017 para 695, em 2018 para 761, em 2019 para 764, e apenas, no primeiro semestre do presente ano, acusámos 340".

"Isto mostra que em cada ano que passa, infelizmente, nós estamos a subir, relativamente aos processos acusados relacionados com a corrupção", enfatizou o porta-voz do Gabinete Central de Combate à Corrupção.

Prevenção

Ao nível da opinião pública, o sentimento é de que esta subida indica que o Gabinete de Combate à Corrupção tem de ser mais dinâmico.

Entretanto, o economista João Mosca diz que tentar combater a corrupção com detenções pode não resolver o problema, sugerindo, para além disso, muito trabalho na educação da sociedade.

O porta-voz do Gabinete Central de Combate à Corrupção diz, no entanto, que para além da instrução de processos e levá-los ao tribunal, a instituição investe nessa vertente.

"Nós temos desencadeado atividades preventivas, como forma de sensiblizar os cidadãos a mudarem de comportamento," disse Mondlane.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG