Links de Acesso

Coreia do Norte violou sanções da ONU com exportação de produtos proibidos como carvão


A Coreia do Norte gerou cerca de 200 milhões de dólares em nove meses no ano passado, com a exportação de produtos banidos, violando assim as sanções das Nações Unidas.

Um painel de especialistas da ONU apresentou um relatório ao Conselho de Segurança, detalhando as violações de Pyongyang ao exportar petróleo, carvão, ferro, aço e outros produtos.
O relatório também destaca cooperação militar existente entre a Coreia do Norte com a Síria e o Myanmar, no desenvolvimento de um míssil balístico e programas de armas químicas.

Segundo o mesmo relatório, a Coreia do Norte usou “a combinação de várias técnicas de evasão, rotas e tácticas para exportar carregamento de carvão para a China, Malásia, Coreia do Sul, Rússia e Vietname”.

A Coreia do Norte contornou as sanções em Moçambique, com contratos ilegais na actividade piscatória

Porto de Carvão China Dandong
Porto de Carvão China Dandong

Os especialistas explicam que a Coreia do Norte continua a ter acesso ao sistema financeiro intercional através de tácticas enganosas, em conjunto com deficiências críticas na implementação das sanções financeiras.

Aqueles especialistas acrescentam que a Coreia do Norte continua envolvida em acordos de armas e operações cibernéticas para roubar segredos militares.

A ONU e a União Europeia imposeram sanções a Pyongyang devido aos seus programas nuclear e de mísseis balísticos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG