Links de Acesso

Começou julgamento de Lula com manifestações de apoio e contra


Manifestação contra Lula em Rio de Janeiro

Tribunal julga recurso contra sentença da primeira instância que condenou o antigo Presidente a nove anos e seis meses de prisão

Milhares de brasileiros estão nas ruas para protestarem contra e a favor do antigo Presidente Lula da Silva, que é julgado nesta quarta-feira, 24, em Porto Alegre no Tribunal Regional Federal da 4º Região.

Ele é julgado em segunda instância no processo de um apartamento em São Paulo, no qual o petista teve pena estabelecida em nove anos e seis meses, em primeira instância, pelo juiz Sérgio Moro, em Curitiba.

O ex-governante brasileiro foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro sob a acusação de ser dono de um a apartamento no Guarujá, litoral do Estado de São Paulo, que teria sido recebido como propina da empreiteira OAS em troca de favores na Petrobrás.

Lula da Silva discursa em Porto Alegre
Lula da Silva discursa em Porto Alegre

A favor da absolvição dele estão integrantes de movimentos sociais, políticos e entidades sindicais que defendem a absolvição dele como parte fundamental da manutenção da democracia, como explica Jairo Nogueira Filho, secretario geral da CUT, a Central Única dos Trabalhadores em Minas Gerais.

“Nossa expectativa é que a justiça tenha juízo e absolva o ex-Presidente Lula da Silva. Não há provas contra ele e não pode condenar uma pessoa apenas por convicção. Um grande número de pessoas está em Porto Alegre para apoiá-lo. Temos também um grande movimento em São Paulo, no Rio de Janeiro, na Bahia. Chegaram pra gente fotos de apoiadores do ex-presidente nos Estados Unidos, na França e na Espanha. Não é apenas uma movimentação no Brasil, mas em todo o mundo em defesa da democracia e não vivemos ela aqui no país. Queremos que o Lula tenha direito de se candidatar à Presidência neste ano e que o povo defina na hora de votar se quer ele de volta ou não”, disse.

Contra o ex-Presidente estão vários grupos convocados pelo “Movimento Vem Pra Rua”. Com apitos, buzinas, faixas de apoio ao juiz Sérgio Moro e diversos gritos de guerra, eles querem a condenação de Lula da Silva.

“Temos que protestar de alguma maneira e espero que ele seja condenado. Ele não deve ser candidato à Presidência e a Lei da Ficha Limpa impede isso”, disse o engenheiro civil Renato Borges.

“Lula na cadeia! Quero ele preso pelo que fez. Estou mais que convicta que ele é culpado. O Brasil está no fundo do poço”, ressaltou a dona de casa Tereza Amaral Marques.

O julgamento começou e numa das suas primeiras intervenções do desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do processo

"Não estamos julgando nem a vida pregressa das pessoas, nós não estamos fazendo julgamento que não sejam daqueles fatos que estão dentro da denúncia", afirmou o desembargador no início da sessão, ao ler o relatório e citar trechos da sentença.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG