Links de Acesso

Columbine recorda 20 anos do tiroteio que matou 12 alunos e um professor


Will Beck (esquerda), sobrevivente do Columbine.

A Escola Secundária de Columbine, no estado americano do Colorado, realiza neste sábado, 20, uma cerimónia para assinalar o 20 º aniversário do tiroteio em massa que deixou 13 pessoas mortas.

A escola, que fica nos arredores da cidade de Denver, também organizou um dia de projectos de serviço comunitário de alunos actuais no sábado, no que é o culminar de três dias de eventos para lembrar a tragédia, que na época era o tiroteio mais letal na história dos Estados Unidos.

Os memoriais começaram na noite de quinta-feira com um serviço religioso, seguido de uma vigília comunitária na sexta-feira.

O ex-director de Columbine, Frank DeAngelis, disse aos sobreviventes e familiares das vítimas reunidas na Waterstone Community Church, na quinta-feira, que "o tributo mais duradouro que podemos dar aos 13 que recordamos é tornar o mundo um lugar melhor do que quando partiram.

"A nossa inocência foi roubada. Como isso pode ser devolvida?" questionou o sobrevivente Patrick Ireland.

Maior tiroteio no ensino médio

No dia 20 de abril de 1999, dois estudantes fortemente armados levaram a cabo o tiroteio que matou 12 colegas e um professor, e feriu mais de 20. Os dois tiraram as suas vidas com as mesmas armas.

O incidente foi o primeiro grande tiroteio numa escola nos Estados Unidos e chocou a nação.

Quase uma dúzia de tiroteios em massa ocorreram em escolas ou universidades desde o de Columbine, incluindo um na Virginia Tech, em 2007, que deixou 32 mortos; e outro na Escola Secundária Sandy Hook, em 2012, que matou 26 pessoas, a maioria crianças.

Columbine continuou sendo o tiroteio mais letal do ensino médio na história dos Estados Unidos até o ataque, na Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland, Flórida, em 2018, que deixou 17 mortos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG