Links de Acesso

Petrolífera americana Cobalt entra com acção contra a Sonangol

  • Redacção VOA

Em causa incumprimento de acordo que pode custar dois mil milhões de dólares à empresa angolana

A empresa americada de exploração de petróleos Cobalt International Energy entrou com uma acção de arbitragem junto da Câmara de Comércio Internacional na qual exige mais de dois mil milhões de dólares, mais juros e custos, à Sonangol por incumprimento de um acordo entre as partes.

A empresa citada pela agência Reuters informou que a acção deve-se ao cancelamento por parte da Sonangol de um acordo para a compra dos 40 por cento que a empresa detém em dois blocos petrolíferos, pela qual a empresa americana receberia 1,75 mil milhões de dólares.

Em Julho de 2016, houve uma reunião entre o presidente executivo da Cobalt Tim Cutt e a presidente executiva da Sonangol, Isabel dos Santos, para discutir a venda daquelas duas participações, tendo ficado acordado que a empresa iria procurar vender as participações que controla nos blocos 20 e 21 a “terceiros”.

Noutro processo, a Cobalt solicitou à empresa estatal angolana o pagamento de mais de 174 milhões de dólares, acrescidos de juros e custos aplicáveis, como cobrança conjunta de juros das operações no bloco 21 em Angola.

O analista da IHS Roderick Bruce, citado pela Reuters, diz que a Sonangol "parece estar a preparar-se para controlar a propriedade e o desenvolvimento das principais descobertas de petróleo e gás pré-sal da Cobalt, apesar das implicações para o cumprimento do contrato".

O Governo de Angola ainda não se pronunciou sobre esta acção judicial.

A 3 de Abril, a Cobalt já tinha anunciado a sua intenção de avançar com o processo judicial.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG