Links de Acesso

Cientistas brasileiros descobrem substância que combate vírus do zika

  • Patrick Vaz

Epidemia abalou o Brasil entre 2014 e 2016

Experiências em animais arracam em breve

Cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Estado brasileiro de Pernambuco, descobriram uma substância que pode bloquear a produção do vírus zika em células epiteliais e neurais.

Testes realizados em laboratório mostram que o antiviral provocou uma redução da produção do vírus em mais de 99 por cento nessas células.

A notícia sobre a descoberta da substância 6-metilmercaptopurina ribosídica (6MMPr) foi publicada na revista International Jornal of Antimicrobial Agents.

A substância contra o tipo de vírus zika que circula no Brasil.

Os testes em animais devem ser iniciados até o fim deste ano.

O estudo também identificou que essa substância é menos tóxica para as células neurais, uma boa notícia para futuros tratamentos de infecções no sistema nervoso.

“É um estudo ainda inicial e que tem várias fases para ser percorridas. É uma droga que ainda não está pronta para ir para o mercado para combater o vírus presente no paciente infectado. Mas sem dúvida nenhuma ela tem um efeito muito promissor nessa área", diz Otávio Valério, pesquisador da Fiocruz.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG