Links de Acesso

China relata duas mortes por COVID-19 — pela primeira vez desde o ano passado


Médicos em fatos protectores entram numa área residencial em confinamento para administrarem testes, na sequência do ressurgimento de COVID-19 em Changchun, província de Jilin. China, 14 de Março 14, 2022. (China Daily via Reuters)

A China registou as primeiras mortes relacionadas à COVID-19 em mais de um ano. As duas mortes foram registadas em Jilin, uma província do nordeste.

A China está a lutar contra uma onda de infecções por coronavírus.
A nova onda de casos fez com que as autoridades de saúde chinesas aumentassem as restrições relacionadas à COVID-19, num momento em que muitos países ocidentais estão a suspender as suas medidas restritivas da COVID-19.

O coronavírus surgiu na província chinesa de Wuhan há mais de dois anos.

Enquanto isso, as autoridades de saúde de Hong Kong dizem que o número de mortos já ultrapassou um milhão. Na sexta-feira, Hong informou que havia registado 20.082 novas infecções e 206 novas mortes.

COVID-19: Pesquisadores de Faculdade de Baylor desenvolveram nova vacina
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:41 0:00

O Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças está a pedir aos países que receberam pessoas deslocadas da Ucrânia que priorizem os testes e a vacinação para COVID-19 nos centros de recepção.

"Embora a vacinação para a COVID-19 continue a ser a intervenção mais essencial para evitar hospitalizações e mortes, espera-se que muitas das pessoas que fogem da Ucrânia não sejam totalmente vacinadas contra a COVID-19", disse o centro em comunicado na sexta-feira.

O Centro de Recursos do Coronavirus Johns Hopkins informou no início do sábado que registou mais de 468 milhões de infecções globais por COVID e mais de 6 milhões de mortes. Johns Hopkins disse que quase 11 biliões de vacinas foram administradas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG