Links de Acesso

Chimoio: Adultos violam menores movidos por rituais obscuros


Abuso de crianças, Rede Came, Moçambique

O número de crianças violadas sexualmente, por parentes mais velhos, movidos por superstição aumentou consideravelmente na província moçambicana de Manica, informou à VOA, esta segunda-feira, 08, a polícia local.

Chimoio: Adultos violam menores movidos por rituais obscuros
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:31 0:00

Muitos homens estupram crianças, geralmente netas, enteadas e sobrinhas, alegando que tal iráfacilitar o enriquecimento ilícito, curar a doença de sida, entre outras justificações sem fundamento.

“Estamos a notar o recrudescimento de violação de menores” disse Mário Arnança, porta-voz da Polícia de Manica, acrescentando que há indícios de bruxaria nos casos registados nos últimos dias.

Dados da Polícia indicam que três casos foram reportados pelas autoridades apenas este mês de Julho em Manica. Outros vários foram reportados ao longo do primeiro semestre do ano.

O caso mais recente foi na sexta-feira, 5, quando um jovem de 19 anos foi detido pela Polícia de Manica, por ter violado sexualmente seis sobrinhas, com idades entre um e oito anos, supostamente para curar da sida.

O suspeito foi denunciado pela própria irmã e mãe de três das vítimas, após ter recebido alerta de uma das crianças cansada de abusos, e de descobrir lesões nos órgãos genitais das menores.

“O jovem foi detido na sexta-feira, quando acabava de abusar uma das crianças na casa de banho da residência, e foi denunciado por uma outra menor (também vítima) que flagrou o acto” explicou Arnança.

As menores eram filhas de dois irmãos mais velhos do suspeito, e viviam em duas casas, nos arredores de Chimoio, a capital da província.

Na quarta-feira, 3, um homem de 46 anos foi detido pela Polícia da República de Moçambique (PRM) por ter violado sua enteada de três anos, para cumprir um ritual de enriquecimento fácil.

O violador, desempregado, aproveitou-se da ausência da mãe para praticar o crime. Estuprou a criança quando esta se encontrava deitada a descansar, após a refeição.

Na segunda-feira, a Polícia deteve outros dois jovens indiciados de violar duas adolescentes de 15 e 17 anos de idade, supostamente, com intenções de verem os lucros dos seus negócios aumentarem.

Em declarações à VOA, Cecília Ernesto, activista da organização não-governamental Levanta Mulher e Siga o seu Caminho - Lemusica deplorou o recrudescimento de violações e apelou para uma mudança da postura da sociedade.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG