Links de Acesso

Caso Embraer: Antigo ministro dos Transportes de Moçambique condenado a 10 anos de prisão


Paulo Zucula, ex-ministro moçambicano dos Transportes e Comunicações

Paulo Zucula e o director da empresa Xihevele, Mateus Zimba, foram condenados a uma pena de 10 anos cada, e o antigo PCA da LAM, José Viegas, absolvido

O antigo ministro moçambicano dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, e o director da empresa Xihevele, Mateus Zimba, foram condenados a uma pena de 10 anos de prisão cada, por prática de corrupção na compra de dois aviões à brasileira Embraer.

Os dois deverão indemnizar ao Estado moçambicano em 40 milhões e 33 milhões de meticais, respectivamente, por terem sido considerados culpados do crime de branqueamento de capitais, no processo da compra de aeronaves para as Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

O Ministério Público (MP) acusou Zucula de ter recebido 430 mil dólares e Zimba de embolsar 370 mil dólares pela participação no negócio.

Os dois réus têm 20 dias pra submeter o seu recurso.

No mesmo caso, José Viegas, antigo Presidente do Conselho de Administração da LAM, foi absolvido.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG