Links de Acesso

CASA-CE e polícia com posições contrárias sobre símbolos do partido em Kwanza Sul

  • Fernando Caetano

Francisco Sobral, secretário provincial da CASA-CE em Kwanza Sul

O secretário provincial do Kwanza-Sul da CASA-CE, Domingos Francisco Sobral, acusa o comandante municipal da polícia nacional do Libolo, superintendente Carvalho José Diogo, de ter mandatado destruír os símbolos do seu partido na vila de Calulo, tais como bandeiras e panfletos, na segunda-feira, 12.

O responsável da polícia rejeita a acusação.

Sobral diz que o comandante agiu em cumprimento de uma ordem do primeiro secretário municipal do MPLA, Luís Mariano Lopes Carneiro, que é igualmente administrador municipal:

“Um comandante municipal tirar a tropa para passar nos sítios onde há bandeiras da CASA-CE é vergonhoso, ainda intimidou a população, que teve de fugir das suas casas porque a polícia apareceu armada”, denuncia Sobral que reiterou “repudiar essa atitude do administrador do Libolo que é o primeiro secretário do MPLA”.

Contactado pela VOA, o superintendente da polícia no Libolo Carvalho José Diogo rejeitou a acusação e explicou ter “tomado as bandeiras colocadas numa árvore da própria Juventude em virtude de um acordo entre as autoridades e todos os partidos feito no passado dia 5”.

Carvalho afirma que acordou-se que qualquer símbolo dos partidos deve ficar nas próprias instalações e não na via pública, "como foi o caso”.

O comandante da polícia acrescentou que “as bandeiras estão comigo e só não foram entregues ontem porque o secretário provincial da CASA-CE não esteve disponível”.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG