Links de Acesso

Cabo-verdianos pedem penas duras contra criminosos


Assassinato de polícia na Praia tem fortes reacções

A sociedade cabo-verdiana clama por medidas mais enérgicas e eficazes para garantir a sua tranquilidade e segurança, bem como a implementação e leis e penas duras contra os criminosos.

Cabo Verdianos pedem penas duras contra criminosos
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:18 0:00

O apelo é reforçado numa altura em que se registam casos de assaltos, roubos e homicídios, com realce para a morte do agente da policia nacional, Hamilton Morais " Tutu", baleado na madrugada da terça feira, 29, no bairro de Tira Chapéu, na cidade da Praia, em serviço.

Para o jurista João de Deus Carvalho a questão da segurança é muito séria e defende que Estado encontre urgentemente mecanismos necessários para travar a criminalidade que "aterroriza os cidadãos".

A política prisional e de reinserção social precisa de ser revista rapidamente, acrescenta Carvalho, porquanto "só favorece os fora da lei e potencia o aparecimento de novos criminosos.

O cidadão Paulo Duarte manifestou a sua preocupação com o que está a acontecer, afirmando que as autoridades precisam de encarar o problema com mais determinação e urgência.

"Moro num bairro em que praticamente estou proibido a sair de casa à noite; estamos cercados de delinquentes armados a fazer o que lhes bem apetece; acho que as leis devem ser alteradas, precisamos de medidas mais contundentes para penalizar os malfeitores-criminosos", afirma Duarte.

Horas depois do assassinato de Morais, a Polícia Nacional deteve José António Carvalho, conhecido por Jamaica, como um dos dois suspeitos, que entregou ao Ministério Público.

O tribunal, entretanto, colocou Carvalho com Termo de Identidade e Residência por falta de provas, nem ter sido preso em flagrante.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG