Links de Acesso

Cabo Verde: PAICV acusa Governo de partidarização do Estado nunca vista

  • Eugénio Teixeira

Janira Hopffer Almada, presidente do PAICV

Governo diz estar a cumprir o seu programa, já com resultados.

A presidente do PAICV, na oposição em Cabo Verde criticou o Governo do MpD que, segundo Janira Hoppfer Almada, não dá mostras de cumprir um conjunto de promessas feitas antes das eleições de Março de 2016.

Em resposta, o ministro da Presidência do Concelho de Ministros e vice-presidente do MpD desvaloriza as críticas da oposição e afirma que o Governo vai no caminho certo e a trabalhar afinadamente para cumprir as promessas que constam do programa do Executivo aprovado na Assembleia Nacional.

A líder do PAICV mostra-se preocupada com o comportamento do Governo devido ás profundas contradições entre o que vem na sua plataforma eleitoral e o que consagra o programa do executivo e as práticas que têm ocorrido que, segundo Janira Hopher Almada, violam os mais elementares princípios democráticos.

Sobre o novo modelo de governação versus despartidarização amplamente defendido, Hopffer Almada diz que os cabo-verdianos já sentiram que se está perante a mais dura partidarização do Estado de que o país tem memória.

No rol de críticas, o PAICV indaga o Governo sobre o cumprimento da política de emprego, afirmando que nesses oito meses da governação não se tem visto sinais mágicos prometidos para a criação de mais empregos, sem esquecer medidas de financiamento às empresas privadas, outra promessa ventoinha.

O maior partido da oposição apela o Governo a entender que a campanha já terminou, que acredite que venceu as eleições e que, por isso, não continue a incrementar o clima de intimidação, de perseguição e de medo que, para Janira Hoppfer Almada, já começa a reinar em muitas instituições.

Governo desvaloriza críticas

Por sua vez, o ministro da Presidência e vice-presidente do partido no poder, Fernando Elísio Freire, desvaloriza as críticas do maior partido da oposição e afirma que o Governo está a fazer o seu percurso normal, trabalhando para cumprir as promessas feitas e que constam no programa do executivo aprovado no Parlamento.

Freire considera que o PAICV apenas está a fazer barulho para justificar a sua presença na cena política nacional, no momento em que o referido partido procura rumo e organização interna, depois dos “desastrosos resultados eleitorais do ano passado”.

Freire garante que medidas adoptadas pelo Governo já começam a dar sinais de melhorias nas diferentes áreas e mostra-se confiante na viragem para um país diferente e que possa proporcionar melhores condições de vida aos cidadãos.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG