Links de Acesso

Cabo Delgado: Aldeias atacadas por insurgentes com deficiente recenseamento eleitoral


Várias aldeias atingidas por ataques de insurgentes, na província moçambicana de Cabo Delegado, ainda não receberam brigadas de recenseamento eleitoral, tres dias após o arranque do processo.

Moradores dessas zonas disseram à VOA que locais que sempre tiveram brigadas não têm até agora nenhuma para o recenseamento, que iniciou na segunda-feira, dia 15.

Cabo Delgado: Aldeias atacadas por insurgentes com deficiente recenseamento eleitoral
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:10 0:00

"Eles ainda não chegaram a muitas aldeias de Macomia, disse um dos moradores.

Outro morador disse que "em Palma, alguns postos de recenseamento estão a funcionar perto de aquartelamento militar, por causa de segurança".

Computadores avariados

Há indicações de que algumas brigadas de recenseamento, que abriram nalgumas escolas em aldeias do interior dos distritos de Mueda, Mocimboa da Praia e Palma, estão fortemente guarnecidos pelas forças de defesa e segurança.

Morradores disseram que postos abertos nos distritos do norte de Pemba começaram a funcionar, está quarta-feira, 17, devido à avaria dos computadores (mobile ID), a falta de passwords por parte dos agentes, e falta de energia (painéis solares e geradores não funcionam).

A VOA tentou ouvir sem sucesso o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG