Links de Acesso

Brasil prende alegado financiador do Hezbollah


Assad Ahmad Barakat - Foto de 2013

Argentina congela fundos e bens de homem acusado de "lavar" fundos do grupo libanês

A polícia brasileira prendeu um cidadãos libanês que os Estados Unidos suspeitam ser um dos principais financiadores do grupo Hezbollah.

Assad Ahmad Barakat foi preso Sexta-feira na cidade de Foz do Iguaçu situada na chamada zona tri-fronteiriça onde o Brasil, Argentina e Paraguai fazem fronteira.

A zona é conhecida por ser um local usado por contrabandistas e traficantes.

As autoridades do Paraguai emitiram um mandato de captura contra Barakat o mês passado por alegado roubo de identidade.

O cidadãos libanês esteve anteriormente seis anos preso no Paraguai por evasão fiscal de onde foi libertado em 2008.

A polícia brasileira disse que “membros do clã Barakat efectuaram compras no valos de 10 milhões de dólares, sem declarar o seu valor, num casino na cidade argentina de Iguazu com o objectivo de lavar dinheiro da organização”.

A Argentina acusou também Barakat de lavar dinheiro do Hezbollah e congelou fundos e outros bens de Barakat, disseram fontes oficiais.

Desconhece-se se Barakat será formalmente acusado no Brasil ou extraditado para o Paraguai

Os estados Unidos anteriormente qualificaram barakat como “um terrorista global”

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG