Links de Acesso

Presidente interino da Guiné-Bissau fala em adiameno das eleições


Serifo Nhamadjo, presidente interino da Guiné-Bissau

Nhamadjo, deixou transparecer que será difícil que as eleições gerais tenham lugar em Abril deste ano

Os Chefes de Estados e do Governo da CEDEAO reúnem-se amanhã na Costa do Marfim para analisar a critica situação no Mali, onde se vive actualmente um intenso combate entre as forças malianas, envolvendo aliados da CEDEAO e da França, e os grupos islamitas no norte daquele país.

Deste encontro esperam-se decisões mais contundentes e nele participa o Presidente de interino da Guiné-Bissau, Manuel Serifo Nhamadjo, que antes de deixar a capital guineense, falou do contexto interno no seu país.

please wait

No media source currently available

0:00 0:02:36 0:00
Faça o Download

No dia em que partiu para Abidjam, Manuel Serifo Nhamadjo, deixou transparecer que seria difícil que as eleições gerais tenham lugar em Abril deste ano, conforme o calendário inicial. O argumento do chefe de Estado guineense assenta no factor financeiro e técnico.

Numa altura em que o debate politico nacional assenta numa eventual reconfiguração do Governo actual, sobretudo com a assinatura ontem da adenda do Pacto de Transição e o Acordo Politico, por parte de algumas formações políticas, entre as quais, o PAIGC, assim como a Sociedade Civil, Serifo Nhamadjo, aponta o consenso como única saída para qualquer proposta e posição politica a propósito.

O Presidente da Republica falou ainda sobre uma agenda de transição para a Guiné-Bissau e é o que vai dizer aos seus homólogos da CEDEAO.
XS
SM
MD
LG