Links de Acesso

Bissau: União Africana abriu a possibilidade de levantar sanções contra a Guiné-Bissau


Soldado guineense estacionado numa rua de Bissau

A posição da Comunidade Internacional em relação ao presente contexto político guineense

O Representante Permanente da União Africana na Guiné-Bissau, Ovidio Pequeno, manifestou o total apoio da Comunidade Internacional em financiar as eleições gerais, ao mesmo tempo que abriu hoje a possibilidade de sua organização em levantar sanções contra a Guiné-Bissau.

A União Africana vai levantar as sanções impostas contra a Guiné-Bissau logo que seja formado um Governo de Inclusão e que se adopte o Pacto de Regime e o Roteiro de Transição, os quais poderão ser aprovados nas horas que seguem na Assembleia Nacional Popular.

please wait

No media source currently available

0:00 0:02:08 0:00
Faça o Download

Depois de cumprida esta etapa, para já em fase muito avançada de implementação, Ovídio Pequeno garante que a União Africana vai enviar mais uma missão ao país.

O Representante Permanente da União Africana na Guiné-Bissau saudou a evolução política e positiva da situação e anunciou a disponibilidade da Comunidade Internacional em apoiar a realização de Eleições Gerais, previstas para Novembro deste ano, conforme o acordo rubricado esta semana entre os actores políticos, militares e da sociedade civil.

A União Africana não deixa ainda de manifestar a sua preocupação face aos últimos acontecimentos, implicando o Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas, António Indjai, na rede de narcotráfico e no contrabando de armas, assim como na captura de José Américo Bubu Na Tchutu, antigo Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas, por parte das autoridades norte americanas.

O Representante Permanente da União Africana na Guiné-Bissau, Ovídio Pequeno, em Conferencia de Imprensa sobre a posição da Comunidade Internacional em relação ao presente contexto político guineense.
XS
SM
MD
LG