Links de Acesso

BioNTech e Pfizer revelam resultados positivos nos testes com a vacina BNT162b1


Um dia depois de o Presidente russo ter anunciado uma vacina contra a Covid-19, embora sem qualquer estudo publicado e com muitas reservas da Organização Mundial da Saúde, as empresas BioNTech e Pfizer revelaram que a vacina BNT162b1, induziu uma resposta imune "robusta" e não teve efeitos colaterais graves em voluntários adultos.

Os resultados preliminares foram publicados nesta quarta-feira, 12, na revista científica "Nature", uma das mais importantes do mundo.

Os níveis de anticorpos neutralizantes dos participantes foram de 1,9 a 4,6 vezes maiores do que os de pacientes em recuperação da Covid-19, entretanto, segundo o estudo, ainda não mostram a eficácia da vacina, que será determinada na fase 3, a última.

Os resultados divulgados são referentes às fases 1 e 2 da pesquisa, que estudam a segurança e começam a determinar a eficácia da vacina.

A resposta imune dos participantes aumentou conforme a dose aplicada, e também foi maior com uma segunda dose da vacina, de reforço.

O estudo indicou que “a BNT162b1 foi bem tolerada, embora alguns participantes tenham apresentado efeitos colaterais leves a moderados, que aumentaram com o nível da dose, nos sete dias após a vacinação, incluindo dor no local da injeção, fadiga, dor de cabeça, febre e distúrbios do sono.

A vacina também será testada no Brasil.

Refira-se que os Estados Unidos anunciaram ter pago dois mil milhões de dólares para a aquisição de 100 milhões de doses da vacina.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG