Links de Acesso

Biden garante ao Presidente da Ucrânia que EUA e aliados responderão a invasão russa


Presidente americano Joe Biden em conversa telefónica com seu homólogo russo, Vladimir Putin, 30 de Dezembro dem 2021

Joe Biden e Volodymyr Zelenskiy falaram ao telefone neste domingo

O Presidente dos EUA, Joe Biden, disse ao seu homólogo da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, neste domingo, 2, que Washington e seus aliados "responderão decisivamente" caso a Rússia invada a Ucrânia.

Ao telefone, os dois líderes também discutiram os esforços diplomáticos para acalmar as tensões ante o aumento massivo de tropas russas no lado oriental da fronteira da Ucrânia.

Biden e Zelenskiy também analisaram medidas para “diminuir as tensões no Donbass e a diplomacia activa visando avançar a implementação dos Acordos de Minsk”, indicou a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, em comunicado divulgado no final da conversa.

No telefonema, Biden "reafirmou o compromisso dos Estados Unidos com a soberania e integridade territorial da Ucrânia".

Na quinta-feira, 30, Joe Biden e Vladimir Putin falaram ao telefone, tendo o Presidente americano alertado o seu homólogo russo que os Estados Unidos e seus aliados ocidentais imporiam sanções económicas duras contra Moscovo se avançasse contra Ucrânia, embora Biden tenha descartado um resposta militar.

Putin, por sua vez, disse a Biden que novas sanções mais duras podem levar a uma ruptura completa nas relações Washington-Moscovo.

Delegações americanos e russas reúnem-se no dai 10 para analisar a tensão na região.

Recorde-se que a Rússia anexou a Península da Crimeia da Ucrânia em 2014, apesar dos protestos dos países ocidentais e das sanções impostas.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG