Links de Acesso

Biden e Putin conversaram sobre tensão na Ucrânia


Ucranianos marcham em Kiev, num protesto contra a potencial escalada da tensão entre a Rússia e a Ucrânia. 12 Fev. 2022

O Presidente dos EUA, Joe Biden, e o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, estiveram numa chamada telefónica que durou uma hora, neste sábado, 12, enquanto as tensões continuam a crescer em meio a preocupações de que a Rússia esteja pronta para invadir a Ucrânia.

A Casa Branca disse que a ligação começou minutos depois das 11h da manhã, hora de Washington DC.

Washington recebeu relatórios de inteligência de que a invasão poderia acontecer já na quarta-feira.

A Embaixada dos EUA em Kiev começou a evacuar os seus funcionários. Além disso, o Departamento de Estado emitiu um aviso de viagem alertando as pessoas para não viajarem para a Ucrânia “devido ao aumento das ameaças de acção militar russa” e aconselhou “os que estão na Ucrânia devem partir imediatamente”.

Espera-se que alguns diplomatas dos EUA sejam realocados para o extremo oeste da Ucrânia, perto da Polónia, um aliado da NATO, um movimento que permitiria aos EUA manter uma “presença diplomática” na Ucrânia.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse no sábado que Moscovo decidiu "optimizar" o número de funcionários diplomáticos na Ucrânia, citando temores de "possíveis provocações do regime de Kiev".

Zakharova não descreveu a medida em detalhes, mas disse que a embaixada e os consulados na Ucrânia continuam a desempenhar funções importantes.

Também no sábado, a Grã-Bretanha disse aos seus cidadãos que deixassem a Ucrânia, e a Alemanha e a Holanda disseram a seus cidadãos que saíssem o mais rápido possível.

Antes de os dois líderes conversarem no sábado, no entanto, Putin conversou com o Presidente francês Emmanuel Macron, com quem Putin se encontrou no início da semana.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG