Links de Acesso

Benguela: Trabalhadores da Xadu em greve


Trabalhadores da Xadu em greve

Mais de 90 trabalhadores de uma fábrica de bebidas do empresário Mello Xavier, ex-deputado do MPLA, em Benguela, observam uma greve em protesto contra condições de trabalho e atrasos salariais, quando se sabe que a direcção pode ver confiscadas as instalações devido a dívida bancária.

Com a produção limitada à água mineral, afastada que foi a oferta de refrigerantes, a Xadu não aumenta salários desde 2012, segundo o relato dos funcionários, que associam o descalabro ao que chamam de má gestão.

Com efeito sem capacidade para o reembolso do financiamento, a fábrica de Mello Xavier é uma das várias entidades que podem ver confiscados os seus bens pelo Banco de Poupança e Crédito, nesta altura empenhado na catalogação dos devedores.

De acordo com fonte da direcção regional Centro Sul, o BPC acompanha os sinais de insolvência, mesmo ciente de que as instalações não cobrirão os largos milhões de dólares solicitados pelo antigo deputado do partido no poder.

Os seus funcionários, em greve há vários dias, nem tanto pelos dois meses de salários em atraso, dizem que faltam acordos colectivos, conforme refere o sindicalista José Chiota que disse que em 2012 tinhajá havido uma greve “inconclusiva”

“Nós queremos material de protecção, qualificador ocupacional, subsídios, tanto de alimentação como de transporte, posto de saúde, acordos colectivos e regulamento interno’’, disse.

Chiota disse que os trabalhadores protestam tambem as regalias dadas a três trabalhadores expatriadoscom mais de 140.000 kwanzas só como subsídio de alimentação.

Angola Benguela trabalhadores da XADU em greve
Angola Benguela trabalhadores da XADU em greve

‘’As condições que são colocadas à disposição dos estrangeiros são diferentes, são os subsídios de alimentação e de transportes, para além de altos salários” disse Chiota que fez no entanto notar que a companhia cumpre com o salario mínimo “mas um operador de primeira, que está aqui há mais de dez anos, recebe 28 mil Kwanzas’’

A presidente do Conselho de Administração, Dulce Mello Xavier, em nota a que a VOA teve acesso, admite que a Xadu possa recorrer a novo empréstimo bancário, agora para pagar salários, e garante que os outros pontos do caderno reivindicativo deverão ser atendidos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG