Links de Acesso

Avião com 22 pessoas a bordo desaparecido nas montanhas do Nepal


Imagem de Arquivo - montanhas do Nepal

Autoridades acreditam ter identificado o local onde o avião possa ter caído

Equipas de resgate concentraram-se numa possível localização de um avião de passageiros com 22 pessoas a bordo que se acredita ter caído no domingo, nas montanhas do Nepal, disseram autoridades.

O avião da Tara Air, que estava num voo programado de 20 minutos para a cidade montanhosa de Jomsom, decolou da cidade turística de Pokhara, 200 quilómetros a leste de Katmandu. A aeronave turboélice Twin Otter perdeu contacto com a torre do aeroporto quando estava perto de pousar numa área de desfiladeiros profundos e cumes de montanhas.

Um helicóptero do exército e helicópteros particulares participaram das buscas, disse a Autoridade de Aviação Civil do Nepal em comunicado.

Tropas do exército e equipas de resgate estavam a caminho do possível local do acidente, que se acredita ser em torno de Lete, uma vila no distrito de Mustang, disse Narayan Silwal, o porta-voz do exército, no Twitter.

“A má visibilidade devido ao mau tempo está a dificultar os esforços. O avião ainda não foi localizado”, disse. As equipas de resgate estavam a tentar chegar a uma área onde moradores supostamente viram um incêndio, embora ainda não esteja claro o que estava a queimar, acrescentou Silwal. Ele disse que as autoridades só podem verificar as informações quando as tropas chegarem ao local.

Sudarshan Bartaula, porta-voz da Tara Air, disse que a busca aérea pode ter que ser interrompida por causa do anoitecer. "As equipas de resgate identificaram uma possível localização do avião, mas não encontraram nenhum sinal da aeronave", disse ele.

Havia seis estrangeiros a bordo do avião, incluindo quatro indianos e dois alemães, disse sob condição de anonimato, um oficial da polícia, que não estava autorizado a falar com os meios de comunicação.

Tem chovido na área nos últimos dias, mas os voos têm funcionado normalmente. Os aviões nessa rota voam entre montanhas antes de aterrarem num vale.

É uma rota popular entre os caminhantes estrangeiros que fazem caminhadas nas trilhas das montanhas e também entre os peregrinos indianos e nepaleses que visitam o venerado templo de Muktinath.

De acordo com dados de rastreio de aviões do vootradar24.com, o avião de 43 anos descolou de Pokhara às 04:10 (GMT) e transmitiu o seu último sinal às 04:22 (GMT) a uma altitude de 3.900 metros.

Em 2016, um aparelho Tara Airlines Twin Otter voando na mesma rota despenhou-se após a descolagem, matando as 23 pessoas a bordo. Em 2012, um avião da Agni Air também voando de Pokhara para Jomsom despenhou-se, matando 15 pessoas. Seis pessoas sobreviveram. Em 2014, um avião da Nepal Airlines, voando de Pokhara para Jumla, despenhou-se, matando todas as 18 pessoas a bordo.

Em 2018, um avião de passageiros US-Bangla do Bangladesh despenhou-se ao aterrar em Katmandu, matando 49 das 71 pessoas a bordo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG