Links de Acesso

Avaria de equipamento prejudica o registo eleitoral em Nampula


Muitos eleitores de Nampula não conseguem recensear para a votação deste ano, em virtude de avarias constantes do equipamento, diz a organização Solidariedade Moçambique.

Problemas no recenseamento eleitoral podem provocar um conflito, dizem analistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:00 0:00

Esta organização entende que as províncias de Nampula e Zambézia receberam equipamentos de recenseamento eleitoral obsoletos.

As províncias em causa são as mais populosas de Moçambique, com cerca de 11 milhões do total de 28 milhões e meio de habitantes.

Para António Mutoa, director executivo da Solidariedade Moçambique, a paralisação dos postos de recenseamento por avaria das máquinas transmite uma mensagem de exclusão para os eleitores.

Tal, diz ele, terá sério impacto no dia da votação e na distribuição dos mandatos.

Ele considera que há uma maior vontade das pessoas participaram no recenseamento, mas o nível de funcionamento dos equipamentos não favorecem.

“Este não é um problema dos órgãos eleitorais províncias. Eles estão a fazer um grande esforço para solucionar, mas receberam o material já obsoleto” diz.

Ele recorda que “as organizações da sociedade civil muito cedo alertaram aos órgãos eleitorais ao mais alto nível para que dessem equipamentos que pudessem responder à demanda, mas não o fizeram nestas duas províncias e em contrapartida noutras províncias com menos eleitores como Gaza o processo decorre normalmente”.

Mutoa recomenda que os órgãos eleitorais e o conselho de ministros considerem a prorrogação para que mais eleitores possam se inscrever.

O recenseamento eleitoral deve terminar a 30 de Maio. A votação será a 15 de Outubro.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG