Links de Acesso

Autor das fotos da Cadeia de Viana morto por desconhecidos


Fotos doram divulgadas pelo activista Álvaro Nuno Dala

Bruno Marques foi abatido por indivíduos que chegaram ao local num carro com vidros fumados

O autor das fotografias que denunciaram, no ano passado, as péssimas condições dos reclusos da cadeia da Comarca de Viana foi morto a tiro ontem por volta do meio dia em Viana, arredores de Luanda.

Bruno Marques foi baleado por desconhecidos vestidos à paisana e que chegaram ao local numa viatura de cor branca com os vidros fumados.

A informação foi confirmada à VOA por fontes familiares que não deram mais detalhes.

Álvaro Nuno Dala, um dos 17 activistas que na altura se encontrava preso também na Comarca de Viana, deu a conhecer as fotos que mostram doentes junto com presos comuns e as condições em que se encontravam vários detidos por falta de água e alimentação.

Na altura, Dala revelou que cerca de 230 reclusos do bloco E estavam em estado de desnutrição e padeciam de tuberculose e sarna por falta de alimentação e água potável.

Bruno Marques beneficiou da amnistia presidencial de 2016.

Até agora, não há qualquer reacção da polícia.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG