Links de Acesso

Austrália prende homem acusado de tentar vender partes de mísseis em nome da Coreia do Norte


Primeir-ministro Malcolm Turnbull

A polícia australiana afirmou neste domingo, 17 de Dezembro, que prendeu um homem acusado de trabalhar no mercado negro para vender componentes de mísseis e carvão em nome da Coreia do Norte.

O homem foi acusado sob legislações contra a proliferação de armas de destruição em massa, disse a polícia, e por violar sanções contra a Coreia do Norte.

O homem em Sydney foi identificado por emissoras locais como Chan Han Choi, 59, que vive na Austrália há mais de 30 anos e é descendente de coreanos.

“Este homem era agente leal da Coreia do Norte que acredita que agia para servir um propósito patriótico mais elevado”, disse um representante da polícia federal australiana a jornalistas.

A polícia acusa o homem de agir como um mediador na venda de componentes de mísseis, incluindo software de orientação para mísseis balísticos, bem como de tentar vender carvão para terceiros na Indonésia e Vietname.

A polícia informou que o homem estava em contacto com altos oficiais da Coreia do Norte mas que nenhum componente de míssil chegou à Austrália. O acusado pode ser condenado a 18 anos de prisão.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG