Links de Acesso

Aumento de casos de coronavírus no Irão pode ser o pior de todos os tempos


Mulheres iranianas usando máscaras por prevenção contra o coronavírus enquanto caminham pelo Grand Bazaar em Teerão, Irão. 20 fevereiro 2020

A janela de oportunidade para conter o surto de coronavírus ainda existe, mas está a estreitar

A Organização Mundial de Saúde (OMS) diz temer que o aumento no número de casos de coronavírus no Irão possa ser um sinal de coisas piores.

O Irão registou 18 casos, incluindo pelo menos cinco mortes nos últimos dois dias. O número de casos e mortes relatados no Irão é pequeno em comparação ao da China, mas o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, expressa preocupação com o número de casos em países fora da China que não têm epidemiologia clara.

Coronavírus: especialistas não estão optimistas
please wait

No media source currently available

0:00 0:00:42 0:00

"Existe um caso que está vinculado ao Irão agora no Líbano. Esta é uma mulher de 45 anos. Estes são realmente muito preocupantes. Vamos considerá-los tendências. Então, o que eu acredito que é a janela de oportunidade ainda existe. Mas a janela de oportunidade está a estreitar", disse Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Tedros insta os países a agir agora para conter o coronavírus, antes que a janela de oportunidade se feche. Atualmente, cerca de 30 países relatam casos do vírus e pelo menos 18 pessoas fora da China morreram. A Coreia do Sul tem o maior conjunto de casos confirmados fora da China.

Tedros diz que não é hora de pessimismo, mas de ação. Ele diz que a OMS está a coordenar uma resposta global que pode combater essa doença.

"As medidas que a China e outros países tomaram deram-nos uma oportunidade de conter a propagação do vírus. Não devemos olhar para trás e lamentar que não tenhamos aproveitado a janela de oportunidade que temos agora."

Epidemia de coronavirus está a afetar negócios e economia da Nigéria
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:16 0:00

O diretor-geral da OMS está em Addis Abeba, na Etiópia, participando de uma reunião de emergência sobre o COVID-19, organizada pela União Africana e pelos Centros Africanos de Controle e Prevenção de Doenças.

A OMS está a trabalhar para tentar impedir o COVID-19 de ganhar uma posição nos países em desenvolvimento. A OMS está a focar os esforços no fortalecimento de sistemas de saúde frágeis no continente africano e em outras regiões vulneráveis.

O Egito é o único país africano com um caso confirmado de coronavírus. A OMS relata casos suspeitos de COVID-19 em vários outros países africanos que foram testados e provaram ser negativos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG