Links de Acesso

Arranca julgamento de acusados de ataques em Cabo Delgado


Acusados de ataques em Cabo Delgado

São mais de 100 acusados, mas desconhecem-se os líderes do grupo

Iniciou nesta quarta-feira, 3, o julgamento de parte dos acusados pelos ataques armados que há precisamente um ano aterrorizam alguns distritos da província moçambicana de Cabo Delgado.

No total são 106 arguidos, incluindo 15 mulheres.

Arranca julgamento de acusados de ataques em Cabo Delgado
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:20 0:00

De entre estes, constam 29 tanzanianos e três somalis que estão no banco dos réus, por, alegadamente, fazerem parte do grupo de insurgentes que, de acordo com a acusação, põe em causa o poder do Estado.

Segundo consta do processo acusatório, desde que iniciaram os ataques, os arguidos assassinaram um número indeterminado de civis e militares, roubaram 37 armas do tipo AK47 e mais de cinco mil munições nas instalações policiais, destruíram bens da população e atentaram contra o poder do Estado.

O Ministério Público pede pena máxima para todos os arguidos.

Devido ao elevado número de indiciados, o julgamento aconteceu em três cadeias distintas, onde se encontram divididos os detidos.

Um ano depois do início dos ataques ainda não há qualquer reivindicação e desconhecem-se as motivações, rostos dos comandos dos ataques que, segundo o Presidente Filipe Nyusi ontem num comício popular em Mueda, ainda estão em curso.

Na altura, Nyusi revelou a prisão de um empresário estrangeiro que recruta e incentiva jovens a protagonizarem os ataques.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG