Links de Acesso

Aprofunda-se crise na CASA CE


Militantes da CASA CE

Líder de um dos partidos diz que foi ameaçado de agressão. Conselho presidencial reuniu mas cinco dirigentes partidários não compareceram

A crise na CASA CE aparece agravar-se agora com acusações do dirigente de um dos partidos da coligação, Alexandre André do PADA, a afirmar que foi ameaçado de agressão física.

Isso foi no entanto desmentido pelo porta-voz da CASA CE Lindo Bernardo Tito que admitiu no entanto que tinha havido ânimos exaltados devido à acção do PADA e de outros partidos contra o presidente Abel Chivukuvuku.

Seis formações políticas foram a tribunal para resolver um diferendo que dizem estar relacionado com representação a nível local e com a atribuição de fundos.

Os partidos PADA, PALMA, PPA, PNSA e PDP-ANA negam igualmente que tenham acusado Abel Chivukuvuku de ter usado de forma abusiva 15 milhões de Kwanzas durante a campanha eleitoral de 2017 como foi noticiado em alguns jornais angolanos.

Manuel Fernandes, presidente do PALMA disse que os partidos políticos querem paridade a nível dos responsáveis provinciais e municipais algo com que “o presidente e seus coadjuvados não concordam"

Fernandes explica também que os partidos que formam a CASA pretendem que 20% recursos financeiros da coligação sejam repartidos pelos partidos algo com que a direcção liderada por Chivukuvuku também não concorda,.

Devido a isso, disse Manuel Fernandes, “os partidos decidiram pedir um esclarecimento ao Tribunal”.

Todos negam no entanto notcias de que o diferendo se devia ao alegado desvio de 15 milhões de Kwanza por parte de Abel Chivukuvuku.

Alexandre Sebastião André, presidente do Partido de Apoio para Democracia e Desenvolvimento de Angola (PADDA), disse que se tinha realizado uma manifestação na sede da CASA CE cujo objectivo era “partir para agressão, uma agressão direcionada” .

O porta-voz da CASA CE desmentiu essa acusação´.

“Não há ninguém que quer fazer mal ao companheiro Alexandre” , disse acrescentando que havia no entanto ânimos exaltados contra as pessoas envolvidas nessa acção não só em Luanda mas em todo o país.

Bernardo Tito disse não tere ainda “o conteúdo da queixa dos partidos políticos que entrou no tribunal”

Enquanto isso, o presidente da coligação, Abel Chivukuvuku, afirma que está em curso uma "trama" para o tentar afastar da liderança da CASA-CE.

Ontem foi realizado uma reunião do Conselho Presidencial onde nenhum dos presidentes dos partidos queixosos compareceu.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG