Links de Acesso

Antony Blinken: Rússia enfrentará uma "resposta rápida, severa e unida" se invadir a Ucrânia


Antony Blinken, secretário de Estado americano em Genebra, Suiça, 21 Janeiro 2022

Secretário de Estado americano encontrou-se com seu homólogo russo e afirma acreditar na diplomacia para resolver a crise na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia

O secretário de Estado americano advertiu, uma vez mais, a Rússia que enfrentará uma "resposta rápida, severa e unida" dos Estados Unidos e aliados se invadir a Ucrânia.

Antony Blinken fez esta afirmação após o encontro de 90 minutos com o seu homólogo russo Sergei Lavrov, nesta sexta-feira, 21, em Genebra, cuja agenda centrou-se na situação na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia.

"Fomos claros: se alguma força militar russa atravessar a fronteira da Ucrânia, é uma invasão renovada e será recebida com uma resposta rápida, severa e unida dos Estados Unidos e nossos parceiros e aliados", disse Blinken em conferência de imprensa.

O secretário de Estado americano disse também que Washington concordou em responder por escrito à Rússia depois de Moscovo ter exigido garantias de segurança, incluindo a promessa de que a Ucrânia nunca será aceite como membro da NATO.

Balanço de 1 ano de Joe Biden na Casa Branca
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:45 0:00

"Eu disse-lhe (a Sergei Lavrov) que, após as consultas que teremos nos próximos dias com aliados e parceiros, poderemos compartilhar com a Rússia as nossas preocupações e ideias com mais detalhes e por escrito na próxima semana”, revelou Blinken.

Ele disse ainda que os Estados Unidos tentaram saber se Moscovo está preparado para escolher a diplomacia como meio de reduzir a tensão na região e entre os dois lados.

“Ambos os lados concordaram que é importante que o processo diplomático continue”, afirmou.

Antony Blinken e Sergei Lavrov, Genebra, Suíça, 21 Janeiro 2022
Antony Blinken e Sergei Lavrov, Genebra, Suíça, 21 Janeiro 2022

O encontro

Antes, na abertura da reunião com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Antony Blinken avisou que Washington está comprometido com uma "resposta unida, rápida e severa" se Moscovo agredir a Ucrânia.

No entanto, acrescentou que "estamos, todos nós, igualmente comprometidos com o caminho da diplomacia e do diálogo para tentar resolver nossas diferenças",

No encontro, o secretário de Estado americano pediu à Rússia que forneça provas de que Moscovo não tem a intenção de invadir o seu vizinho e que retire cerca de 100 mil soldados que colocou na fronteira.

Por outro lado, Antony Blinken não descartou a ideia de uma nova cimeira entre os presidentes Joe Biden e Vladimir Putin em caso de progressos na Ucrânia, mas o seu colega russo considerou a ideia prematura durante a conferência de imprensa após a reunião.

Antony Blinken e Sergei Lavrov apertaram as mãos em frente aos jornalistas, que tiveram depois de sair da sala de reuniões.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG