Links de Acesso

Antigos trabalhadores angolanos da extinta RDA querem que a PGR processe antigo ministro e advogado


Eles acusam André Pitra Neto e Sérgio Raimundo de não lhes ter dado todo o dinheiro

Os antigos trabalhadores angolanos na ex-República Democrática da Alemanha (RDA) escreveram recentemente ao Procurador Geral da República, Hélder Pitta Gros, uma carta a pedir que intime o advogado Sérgio Raimundo e antigo ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), André Pitra Neto, que representava do Governo nas negociações com eles.

Eles acusam os dois de terem desvirtuado as negociações.

A Associação dos Ex-Trabalhadores na Extinta RDA, que representa cerca de 1.700 trabalhadores que reivindicam o pagamento de salários em atraso e indemnizações por parte do Executivo angolano, pede a abertura de um processo-crime contra Pitra Neto e o antigo advogado dos trabalhdores Sérgio Raimundo por alegadamente se ter aliado ao Ministério para não pagar o dinheiro a que têm direito depois de 28 anos de trabalho.

Marcos Fuca, presidente da associação,diz que o Governo disponibilizou o valor total, mas André Pitra Neto e Sérgio Raimundo não o fizeram chegar na totalidade.

“O Estado como pessoa de bem deu todo o dinheiro e o nosso antigo advogado dr. Sérgio Raimundo e o antigo ministro Pitra Neto ficaram com o dinheiro”, reiterou Fuca, que diz não entender porque a PGR "não notificou nem André Pitra Neto, nem Sérgio Raimundo".

Sem gravar entrevista, o advogado Sérgio Raimundo disse à VOA ser uma acusação de apenas meia dúzia de pessoas que não trabalham e que querem viver da especulação deste assunto.

A VOA tentou igualmente contactar Pitra Neto, mas sem sucesso.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG