Links de Acesso

Antigo conselheiro da Casa Branca detido e indiciado de fraude


Steve Bannon

O antigo conselheiro político da Casa Branca, Steve Brannon, foi preso e indiciado de desviar dinheiro de uma campanha de apoio à construção de um muro entre os Estados Unidos e o México, nesta quinta-feira, 20.

O Presidente Donald Trump lamentou a prisão, disse que não fala com Bannon há muito tempo e que nunca gostou da campanha.

Outros três supostos cúmplices, Brian Kolfage, Andrew Badolato e Timothy Shea. também foram presos.

Bannon foi acusado por procuradores federais em Nova Iorque de conspiração para cometer fraude eletrónica

“Os réus supostamente se envolveram em fraude quando falsificaram o uso real dos fundos doados. Como alegado, eles não apenas mentiram para os doadores, mas também planearam ocultar sua apropriação indevida de fundos, criando faturas e contas falsas para desviar doações e encobrir os crimes, sem mostrar respeito pela lei ou pela verdade ”, disse o inspetor responsável Philip R. Bartlett.

O Departamento de Justiça revelou que pelo menos um milhão de dólares terá sido desviado para o próprio Bannon, que usou o dinheiro noutra das suas organizações ou para ele mesmo.

Bannon também é indiciado por conspiração para lavagem de dinheiro.

A campanha "We Built That Wall" (nós construímos o muro, em tradução literal) terá arrecadado 25 milhões de dólares.

Presidente lamenta

O Presidente Donald Trump reagiu dizendo que se sente “muito mal” com a prisão de Banner, mas afirmou que não sabe nada sobre a campanha de arrecadação de recursos envolvida no caso investigado por procuradores federais.

“Realmente acho que é um triste acontecimento”, afirmou Trump a repórteres no Salão Oval da Casa Branca, sublinhando que não trata “com ele há anos, literalmente anos”.

O Presidente também afirmou que não conhece os demais três acusados com Bannon, e que não acredita ter-se encontrado com eles nunca.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG