Links de Acesso

Angola vai relançar empresas públicas em Malanje

  • Isaías Soares

Pungo A Ndongo

O governo angolano deverá relançar, em breve, a actividade agro-industrial das empresas de capital público Kizenga, Pedras Negras e Pungo Andongo implantadas no Pólo Agro-industrial de Capanda, no Município de Cacuso, em Malanje.

Governo angolano quer financiar empresas nacionais em Malanje - 1:11
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:11 0:00

As três fazendas poderão beneficiar de financiamento com capital de risco promocional.

PCA da Sodepac Carlos Fernandes
PCA da Sodepac Carlos Fernandes

O presidente do conselho de administração da Sociedade de Desenvolvimento do Pólo Agro-industrial de Capanda (Sodepac), engenheiro Carlos Fernandes, garantiu que estão em curso acções que poderão permitir o saneamento técnico e financiamento.

O Pólo Agro-industrial de Capanda conta com 24 empresas, das quais 15 instaladas e nove em processo de instalação.

Carlos Fernandes disse que os dados das campanhas agrícolas anteriores não são animadores, mas os próximos anos trarão bons resultados para o país.

“Os dados da campanha agrícola 2014-2015 estão agora a ser recolhidos, mas os dados da campanha 2013-2014 indicam-nos de que houve um aproveitamento de 1.900 hectares e perspectiva-se 7 mil toneladas e milho e 300 de feijão para a Fazenda Kizenga”, afirmou

Cerca de 3.700 hectares foram aproveitados na fazenda Pedras Negras, prevendo-se um aproveitamento de 3.300 toneladas de milho e 200 toneladas de soja, enquanto na fazenda Pungo-A-Ndongo espera-se dos “3 mil hectares aproveitados 18 mil toneladas”.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG