Links de Acesso

Angola Fala Só - Nelito Ekuikui: "Lideranças não são feitas para governar eternamente "

  • Redacção VOA

Ekuikui, candidato pela UNITA ao parlamento pelo círculo provincial de Luanda.

O membro da direcção da UNITA e candidato a deputado, Nelito Ekuikui, pos de parte uma coligação com a terceira maior força política a CASA-CE por não ser um partido, mas sim "ela própria uma coligação".

A falar no programa “Angola Fala Só”, Ekuikui disse que a “se a CASA-CE fosse em si um partido isso seria possível, mas é uma coligação de partidos”.

Na conversa com ouvintes e internautas, o candidato a deputado acrescentou que enqauntoa UNITA é um partido de dimensão nacional, “a CASA CE é um conjunto de partidos pequenos de pouca implantação nacional que se vai impondo”.

“A UNITA não pode fazer coligação com uma coligação”, reiterou Ekuikui, que manifestou o seu optimismo de que as eleições de Agosto terão um maior controlo do que as de 2012 e e apelou aos cidadãos que exerçam o seu direito de vigiar as eleições.

Para Nelito Ekuikui, há agora uma “maior maturidade do eleitorado e um despertar da consciência”.

Como sugestão prática do controlo eleitoral, o candidato da UNITA apelou aos eleitores a voluntariarem-se como delegados de lista de um partido e a serem observadores eleitorais, alertando que o actual governo “usa a mentira como melhor arma para se manter no poder”.

Interrogado sobre o problema da violência na vizinha Republica Democrática do Congo, o candidato da UNITA disse que isso se deve ao impasse na realização de eleições.

“É preciso que as lideranças africanas compreendam que não foram feitas para governar eternamente”, sublinhou Nelito Ekuikui.

“Tal como em Angola, existem outros cidadãos que podem governar o país”, afirmou e para isso defendeu um sistema eleitoral capaz de produzir “justos vencedores”.

Em Angola, disse, a realização de eleições justas é um dos aspectos essenciais para se manter a paz.

“A maior responsabilidade de se manter a paz e estabilidade em Angola é de quem detém o poder”, afirmou, lembrando ser preciso haver eleições que representem a vontade popular.

Interrogado sobre o estado de saúde do Presidente Eduardo dos Santos, que tem levantado algumas inquietações, o candidato da UNITA revelou que o seu partido está “preocupado” com a saúde do Presidente porque é Presidente da República e merece a nossa atenção e respeito”.

Noutros temas, Ekuikui denunciou a incapacidade da Polícia Nacional de impedir actos de intolerância política e denunciou um ataque contra uma delegação da UNITA no Cuito Canavale, que teria sido organizado e chefiado por dirigentes do MPLA na localidade.

"A PN presenciou o ataque e não interveio", acusou o dirigente da UNITA que acrescentou que os atacantes foram identificados “em flagrante delito e a polícia não faz nada”.

“Estamos condenados a viver juntos”, afirmou Nolito Ekuikui, apelando à tolerância entre todos.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG