Links de Acesso

Angola: 5 anos depois caso dos actores assassinados continua por esclarecer


Avenida Marginal, Luanda

Associação Mãos Livres quer levar caso à Comissão Africana

Cinco anos depois, ainda não se concluiu em Angola o processo dos dois actores que foram mortos no município do Sambizanga quando gravavam um filme intitulado “Sem Piedade”.
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:30 0:00
Faça o Download
Para Salvador Freire, Presidente da organização cívica “Mãos Livres”, passados cinco anos conclui-se que o processo está encerrado e pede às famílias para que façam maiores pressões sobre a Procuradoria-Geral da República: “Evidentemente o processo está encerrado os familiares devem continuar junto da Procuradoria-Geral da República a pressionar o caso” frisou aquele activista.

Salvador Freire disse também que regista-se no caso dos jovens Nunes Mendes Ernesto, mais conhecido por “Bayoco” e Danilson dos Santos a negação da justiça, por isso as “Mãos Livres” irá, em breve, escrever à Comissão Africana e fazer diligências internacionais por ver rejeitada a justiça em Angola: “Nós vamos fazer tudo para levarmos o caso à Comissão Africana, porque passados cinco anos é claro que a justiça foi negada dentro do país e por isso nós vamos recorrer” realçou Salvador Freire, presidente da Associação Cívica Mãos Livres, falando acerca do caso dos assassinatos a morte dos dois jovens quando participavam na rodagem do filme “Sem Piedade”.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG