Links de Acesso

Alunos perdem exames devido à greve de professores no Uíge


Uíge

Pais manifestam preocupação e revelam contribuir para construção de uma escola

Pais e encarregados de educação no município do Bembe, a 170 quilómetros da capital da província do Uíge, estão preocupados com o facto de os filhos perderem os exames do primeiro trimestre em consequência da greve dos professores.

Martins Alberto, no município do Bembe, lamenta esta realidade e lembra que os alunos ficaram três semanas sem aulas desde que foi convocada a greve pelo Sindicato Nacional dos Professores (SINPROF).

Martins Alberto contou ainda que os pais estão a comparticipar na construção de escolas no município do Bembe, a exemplo do bairro quicumba II, onde estão a levantar uma escola com capacidade para quatro salas, apesar do reduzido números de professores para corresponder à demanda de alunos existentes naquela localidade.

“A escola que estamos a construir é pequena para fazer face ao número de alunos, mas também há carência de professores, a obra já está na fase final”, revelou.

A VOA contactou a repartição municipal da educação no município do Bembe, mas não obteve qualquer resposta.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG