Links de Acesso

África perde ajuda por causa da política de “Uma China”, diz Taiwan


Rei Mswati III, da Swazilândia, exibindo um selo comemorativo oferecido pelas autoridades de Taiwan.

Taiwan mantem relações diplomáticas com apenas dois países africanos: Burquina Fasso e Swazilândia.

As autoridades de Taiwan lamentam que a política de “Uma China”, defendida por Pequim, impossibilite a ajuda ao desenvolvimento da maioria de países africanos.

O Secretário-geral adjunto para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento de Taiwan, Pai-po Lee diz que o seu país tinha boas relações diplomáticas com países africanos, o que permitia a canalização de ajuda ao desenvolvimento.

Lee recorda que Taiwan perdeu relações com países como Senegal, Gâmbia, Chade, Níger, Libéria, República Centro Africana e São Tomé e Príncipe, que passaram a cooperar com a China.

De momento, Taiwan mantem relações diplomáticas com apenas dois países: Burquina Fasso e Swazilândia.

Nestes dois países, Taiwan diz que apoia na agricultura, formação professional e saúde

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG