Links de Acesso

Adiada entrega do novo jacto regional da Mitsubishi


Jacto da Mitsubishi em voo experimental

A Mitsubishi Aircraft Corp confirmou hoje que as entregas do primeiro jacto de passageiros desenvolvido no Japão em meio século serão adiadas em mais dois anos, porque os sistemas elétricos da aeronave precisam ser reconfigurados.

A Reuters escreve que o adiamento do Mitsubishi Regional Jet (MRJ), o quinto desde o início do desenvolvimento da aeronave, significa que o cliente lançador do avião, a japonesa ANA Holdings 9202.T, não receberá nenhum jacto até 2020, informou a empresa comunicado.

Duas pessoas com conhecimento directo do assunto tinham afirmado à Reuters na sexta-feira que a entrega do jacto seria adiada por cerca de dois anos.

O jacto de 47 milhões de dólares, com capacidade para 90 passageiros, fez um primeiro voo teste em novembro. Reporta-se que estão assegurados 233 pedidos e 194 opções de compra.

A nova aeronave competirá num mercado dominado pela Embraer, do Brasil; e Bombardier, do Canadá.

XS
SM
MD
LG