Links de Acesso

Activistas das Lundas libertados por falta de provas


Lundas têm registado muitas manifestações

Mais de 100 foram detido no dia 24 durante manifestação organizada pelo Movimento do Protectorado Lunda Tchokwe

A Procuradoria municipal da República no Cuando, na província da Lunda Norte, mandou libertar nesta quinta-feira, 1, todos os activistas do Movimento do Protectorado Lunda Tchokwe detidos no sábado, 16, quando se manifestavam a favor da autonomia das Lundas.

A procuradoria alegou insuficiência de provas da acusação.

A notícia foi confirmada à VOA por Mbuaco, um dos membros da direcção do Movimento, que organizou a referida manifestação na qual mais de 100 activistas foram detidos.

Cerca de 70 tinham sido libertados no dia 26.

Aquele membro da direcção do Movimento que reivindica a autonomia nas Lundas disse ainda que alguns sobas, ao serviço do partido no poder, devidamente politizados e orientados e com o apoio da Rainha Muacafunfo e dos comités de acção locais, assumiram os actos de espancamento a todos que se identificam com o Movimento ou com a oposição ao partido no poder.

Mbuaco esclareceu ainda que esta onda de espancamentos já tem vítimas com realce para o desaparecimento de algumas pessoas.

A VOA procurou ouvir a Rainha Muacafunfo, mas sem sucesso.

Recordo que o soberano “Muanangana” Kapenda Kamulemba acusou anteriormente as forças policiais locais de terem ferido a tiro dois cidadãos que ainda se encontram em tratamento medico e destruíram a residência do soberano André Zendique.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG