Links de Acesso

Activistas de Cabinda pedem libertação de colegas ainda detidos


Movimento Independentista de Cabinda diz ser organização pacífica

Os 12 activistas do Movimento Independentista de Cabinda (MIC) libertados recentemente pedem a libertação dos seus colegas acusados de crimes de rebelião e terrorismo.

Activistas do MIC pedem libertação dos seus colegas - 3:00
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:00 0:00

Para os activistas, não se justifica a manutenção da sua prisão “por não terem cometido qualquer crime, além de que muitos deles se entregaram voluntariamente às autoridades”, disse à VOA João Mampuela que falou em nome do grupo dos libertados.

Ele acrescentou “acreditar na inocência dos crimes pelos quais foram acusados” e avisaque “não é com detenções arbitrárias que se vai resolver o problema de Cabinda”.

Apesar da acusação, João Mampuela enfatizou que o MIC é uma organização pacifica que entende ser o dialogo o único meio de resolver o “conflito” de Cabinda.

Mais de 70 membros e próximos do MIC foram detidos a 1 de Fevereiro quando a organização pretendia realizar uma marcha para marcar o 134o. aniversário do Tratado de Simulambuco, que colocou Cabinda debaixa do protectorado de Portugal.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG