Links de Acesso

Abiy Ahmed Ali, Nobel da Paz 2019


Primeiro-ministro etíope vê premiado acordo de paz com a Eritreia

O primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed Ali, ganhou o Nobel da Paz 2019 pelo seu papel na resolução do conflito fronteiriço com a vizinha Eritreia.

O anúncio do 100º Prêmio Nobel da Paz foi feito na manhã desta sexta-feira, 11, em Oslo, na Noruega

Em estreita cooperação com o Presidente da Eritreia, Isaias Afwerki, o chefe do Governo rapidamente elaborou os princípios de um acordo para acabar com o longo impasse entre a Etiópia e a Eritreia.

O tratado colocou fim a 20 anos de conflito entre os dois países.

Abiy Ahmed Ali, de 43 anos de idade, assumiu o cargo em Abril de 2018 e "procurou promover a reconciliação, a solidariedade e a justiça social".

Na nota, o Comité do Nobel disse que Ali iniciou importantes reformas que proporcionam a muitos cidadãos a esperança de uma vida melhor e de um futuro melhor" e iniciou importantes reformas que "dão a muitos cidadãos a esperança de uma vida melhor e de um futuro melhor".

Em reacção, o Governo etíope disse "estamos orgulhosos como nação", e apela a "todos os etíopes e amigos da Etiópia para continuarem do lado da paz".

Em contacto telefónico com o Comité do Nobel, Ali disse sentir-se "honrado e encantado" com o galardão.

"Creio que outros líderes em África pensam que é possível trabalhar nos processos de construção da paz no nosso continente", concluiu.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG