Links de Acesso

Aaron Hernandez, suspeito da morte de dois cabo-verdianos, suicidou-se na prisão


O antigo jogador da Liga Nacional de Futebol dos Estados Unidos (NFL), Aaron Hernandez foi encontrado enforcado numa cela do Centro Correcional Baranowski, em Massachusetts. Ele tinha sido condenado a prisão perpétua por um homicídio ocorrido em 2013.

Autoridades disseram que guardas encontram o ex-jogador de 27 anos por volta das 3h, no horário local. Ele chegou a ser socorrido, mas foi declarado morto às 4h07, segundo comunicado do departamento de segurança, divulgado pela CNN.

O ex-jogador, que usou um lençol para se pendurar numa janela, estava sozinho na cela e tentou bloquear a porta com vários objectos.

A Justiça condenou o ex-New England Patriots pela morte de Odin Lloyd, que namorava a irmã da noiva do jogador na altura.

Durante o julgamento foi dito que Aaron e Odin tinham uma amizade recente, mas que Hernandez voltou-se contra Lloyd porque ele estava relacionar-se com pessoas que o ex-atleta desaprovava.

Os Patriots dispensaram Hernandez, um astro em ascensão, com um contrato de 41 milhões de dólares, depois de ter sido preso no dia 26 de Junho de 2013, nove dias após a descoberta do corpo de Lloyd.

O nome de Aaron Hernandez estava envolvido num outro caso de duplo homicídio em Boston em 2012. As vítimas eram Daniel de Abreu e Safiro Furtado, dois imigrantes cabo-verdianos. Hernandez foi absolvido dessa acusação.

A polícia está a investigar a morte de Aaron Hernandez.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG