Links de Acesso

Governo deve declarar estado de emergência no Cunene devido à fome, dizem entidades locais


Foto de arquivo

Praga da gafanhtos agravou mais a situação da fome

Duas destacadas figuras da província angolana do Cunene exortaram o Governo a declarar o estado de emergência devido ao crescente problema da fome.

Presidente deve declarar estado de emergência no Cunene, dizem fontes locais - 1:43
please wait

No media source currently available

0:00 0:01:43 0:00

A crise, que já levou um grande número de pessoas a procurar empregos e alimentos na vizinha Namibia e também a um grande fluxo de pessoas para Ondjiva, foi agravada pela praga de gafanhotos que destruiu lavras na província

O Ppadre Gaudêncio Felix Yakulengue, igualmente líder da Associação “ANO” dos Direitos na província do Cunene, disse que “há neste momento famílias que estão a partilhar com sete outras famílias” o pouco que têm.

Fome agrava-se em Malanje
please wait

No media source currently available

0:00 0:03:15 0:00

“Incentivamos o nosso Executivo a declarar o estado de emergência, não tanto por causa da praga de gafanhotos, mas pela situação que Cunene está a viver”, disse afirmando que isso iria permitir à região receber apoios do exterior do país na mitigação da fome.

Por seu lado, o empresário Jerónimo António afirmou que todos os dias angolanos com fome entram ilegalmente na Namibia à procura de sustento.

“Vamos pedir ao Governo angolano, no interesse nacional, a necessidade de se declarar o estado de emergência para salvar vidas humanas”, disse afirmando que a fome está a levar a um aumento da “pressão nas áreas urbanas e pressão nas instituições”.

Em Ondjiva, concluiu, “estamos a ver que já está afogar as instituições”.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG