Links de Acesso

Refinaria de Cabinda avança para a produção no próximo ano


Bispo diz ter recebido garantias de emprego de mão de obra local

O Conselho de Gestão da Sociedade da Refinaria de Cabinda, reuniu-se pela primeira vezna capital do enclave encontro que reuniu os investidores do projecto, a Gemcorp, Fundo de soluções de Financiamento e a Sonangol, marcou o inicio das actividades operacionais da refinaria de petóleos de cabinda.

Futura refinaria de Cabinda promete empregos – 2:34
please wait

No media source currently available

0:00 0:02:34 0:00


O Bispo de Cabinda Dom Belmiro Chissengueti disse ter recebido garntias do projecto que “uma grande e boa percentagem da mão de obra será daqui de Cabinda”

“Isso satisfaz-nos porque temos um nível alto de desemprego e é natural que pretendamos que o círculo de riqueza tambem circule na nossa província”, disse o bispo que revelou ter-lhe sido gaarantido também “que o projecto terá uma vertente social” para se garantir “necessidades básicas” como “asfaltagem, luz, água e um pouco de qualidade de vida.

Em setembro deste ano concluíram-se os trabalhos de desminagem, limpeza e nivelamento da área destinada à Refinaria de Cabinda, bem como a conclusão dos estudos de layout e engenharia da planta.

Situada na comuna de Malembo a 30 quilômetros ao norte da cidade de Cabinda, a refinaria de petróleos terá uma capacidade de refinação de 60 mil barris de petróleo por dia, sendo que a sua construção será feita de forma faseada.

A primeira fase com termo mracado para 2021 deverá implementar uma capacidade de refinar 30.000 barris diários.

A segunda fase aumenará a capacidade de refinação para o máximo de 60.000 barris dia e permitirá a refinação da nafta obtida no processo de destilação em gasolina.

Na terceira fase será também produzido o gasóleo.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG