Links de Acesso

Hildebrando de Melo: Bienal de Cerveira é um teste

  • Pedro Dias

Hildebrando de Melo

O artista plástico angolano, Hildebrando de Melo, participa na XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, a decorrer de 15 de Junho a 16 de Setembro neste corrente ano em Vila Nova de Cerveira, distrito da cidade de Viana do Castelo, em Portugal. Foi o trabalho com o titulo BROWN DEUS da serie ante - ZORTAX selecionado pela instituição.

Hildebrando de Melo considera que a participação na Bienal de Cerveira é um teste, uma prova de que é capaz de estar presente numa bienal.

Na história da Bienal de Cerveira não se sabe ao certo quantos angolanos terão participado. O artista considera que o mais importante é içar as cores da bandeira de Angola no patamar mais alto da cultura universal.

A XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira tem como tema “DA POP ARTE ÀS TRANS-VANGUARDAS, Apropriações da arte popular”, propondo uma reflexão sobre o choque tecnológico, conseguido pelo acumular do saber através dos séculos e pela identidade das populações.

Aproximando-se dos seus 40 anos, a 19.a edição da Bienal Internacional de Arte de Cerveira presta a sua homenagem principal a um dos maiores nomes da pintura nacional e internacional, Paula Rego, tendo também sido anunciado o tributo ao escultor Jaime Azinheira (1944-2016).

Da parte do coordenador artístico da Bienal Cabral Pinto. “ Desde a primeira Bienal Internacional de Arte de Cerveira que as temáticas de investigação apresentadas permitiram debater alguns dos problemas da arte contemporânea ou arte pós-moderna.

Temas como a “Arte, Natureza, Ambiente”, “Arte, Tecnologia e Ciência”, “ O Artista e a Globalização: o seu papel como Actor Social”, “A Relação da Arte com a Academia no Século XXI – Criatividade – Academismo” foram amplamente debatidos nestes 39 anos de percurso deste evento.

Fórum Facebook

XS
SM
MD
LG